Notícias e Variedades de Macaé
Início » Vida » Revista » Ioga

Ioga

sex, 18/04/2014 - 11:54 -- Fernanda Pinheiro
Créditos: 
Foto Gianini Coelho
aula de ioga em macaé

Uma história que quase se perde no tempo. Afinal de contas, são cerca de 10 mil anos desde a sua origem. A Ioga, como um conjunto de doutrinas e metodologias, surgiu na Índia, junto com a civilização Indus Sarasvati. Desde aqueles tempos até os dias atuais, suas promessas foram eternizadas pelo tempo: perfeição, harmonia, filosofia de vida, bem-estar físico, união.

 

paulo professor de ioga macaéA prática regular de seus chamados “asanas” ou posturas promete diminuir os níveis de colesterol, melhorar a respiração, controlar  a pressão arterial e diminuir o estresse. Fisicamente, a ioga pode fortalecer os músculos e torná-los ainda mais flexíveis. Sim, podemos ficar mais bonitos com essa prática, mas os estudiosos no assunto insistem no fato de que não é este o seu maior benefício. “Quando iniciamos alguém na arte da ioga, a primeira coisa a ser ensinada é a respiração. O homem moderno não sabe respirar, o ar entra e sai rapidamente, de forma curta e imperfeita. É a partir da respiração do baixo ventre, por exemplo, que se alcança uma reposição hormonal natural. A ioga é uma prática que visa à saúde, tanto física quanto mental”, ensina Paulo Marcos Leite da Silva, dono do Núcleo Yogananda, em Macaé.

Nascido em Mato Grosso do Sul, Marcos chegou à cidade na década de 1990. Formado pela ABPY - Associação Brasileira de Profissionais de Yoga, resolveu abrir seu próprio núcleo há 12 anos. O nome vem de uma homenagem ao seu mestre espiritual Yogananda, famoso na década de 50. “A tradução livre da palavra é prática da felicidade. Não existe forma mais perfeita de se explicar o que a ioga pode nos trazer. É uma prática completa que desenvolve e unifica o ser humano. Seu corpo denso ou físico, seu corpo energético e espiritual devem estar em equilíbrio, sempre. Quando um deles não está bem, adoecemos”, complementa Marcos.

O Núcleo Yogananda vem mostrando à seus alunos os inúmeros benefícios dessa espécie de ciência da sabedoria universal. Com uma prática regular de mais ou menos três vezes por semana, a conquista de uma boa saúde, aliada à vários outros aspectos como concentração, mostra que não é tão difícil mudar um estilo de vida que não nos agrada. “Pratico faz cinco anos e a mudança em minha vida foi extrema. Eu me transformei em uma outra pessoa, e o estresse que antes me acompanhava hoje não faz mais parte da minha rotina”, explica Ivana Fontes, aluna do núcleo. turma fazendo ioga

 

Tipos de Ioga

Segundo o presidente da Associação Brasileira de Yoga, Cláudio Duarte, ioga é o caminho prático e natural para a integração da nossa essência interior com o mundo exterior e com o próprio universo. Trata-se de uma filosofia e de uma ciência. E, dentro dessa ciência, existe uma metodologia, onde estão inseridos os exercícios, que visam o equilíbrio psicossomático, com reflexos positivos em todo o organismo. São vários tipos de ioga com diversas posturas ou asanas diferentes. Existe o Hatha Yoga, o mais difundido e praticado, o Kundalini Yoga, onde se controlam os chakras, o Raja Yoga que é a prática única da mente, o Yoga Nidra, mais antigo de todos os tipos e o Bikram Yoga, praticado em uma sala quente e úmida.

Aqui em Macaé, o Núcleo Yogananda trabalha com duas vertentes. Seus alunos podem realizar o tradicional Hatha Yoga e ainda o Kuruntha Yoga. “Yoga Kuruntha é uma prática que utiliza a ajuda de cordas fixas e suspensas na parede por argolas, bem como o apoio da própria parede, como instrumentos na progressiva construção de asanas do yoga e no desenvolvimento da autopercepção do praticante”, explica Marcos.

 

Ioga e as mulheres

kuruntha yogaPara as mulheres, a ioga parece ainda mais milagrosa: auxilia a lidar com o turbilhão de emoções provocadas pelas alterações hormonais em fases como a menopausa. Após os 50 anos, minimiza a perda de cálcio que acontece naturalmente no corpo delas. Também fortalece as articulações, melhorando a circulação e prevenindo as temidas varizes. E, para as grávidas, o melhor: proporciona um enorme equilíbrio nessa fase de mudanças. O objetivo, simples: conquistar uma saúde plena, em todos os aspectos. “Na Índia, a partir dos 30 anos, quando a mulher se encontra no chamado topo da fertilidade, já se começa a trabalhar toda a parte hormonal para que o desequilíbrio seja o menor possível”, continua Marcos.

 

Helena Barcelos faz yoga desde 2002. Saiu de um ambiente estressante, com um casamento problemático e achou na ioga uma nova oportunidade de alcançar o equilíbrio. “Para mim, isso é um remédio para a alma, para a mente”, comenta. “Antes de fazer ioga tinha muitos problemas com pressão alta. Hoje, sou outra pessoa, sou mais feliz”, corrobora Lúcia Gama, de 67 anos, enquanto se prepara para sua aula de Kuruntha Yoga.

 

Ioga na gravidez

grávida iogaPara a gestante que quer começar a praticar ioga, deve primeiro aguardar os três primeiros meses, esse é o tempo para a placenta se formar. Nas aulas, as grávidas aprendem a respiração “yóguica”, que trabalha com o chamado baixo ventre, auxiliando na formação da criança e na reposição hormonal. Com o corpo passando por muitas transformações, a grávida precisa aprender a se adaptar, coisa que exige muito dela. Na gravidez, o eixo da mulher se altera, comprometendo seu equilíbrio. Há um aumento de líquido fluindo em seu organismo, que modifica a circulação. Até os aparelhos respiratórios e digestivos são afetados, porque, com o crescimento da barriga, os órgãos internos, como pulmão e bexiga, por exemplo, vão sendo comprimidos. “Com a prática da ioga, as mães aprendem a lidar com essas mudanças. Equilibrando as energias, elas dormem melhor, se alimentam melhor, neutralizam o estresse e a ansiedade”, complementa Marcos.

 

“O bom das aulas é que tenho a impressão de estar preparando meu corpo com todos esses alongamentos que faço. Sinto meu bebê calmo também. Eu relaxo de tal forma que não sinto tanto desconforto nas costas, e me sinto segura para quando a hora chegar, pois pretendo ter parto normal”, finaliza Nicole Caroline de Souza, grávida de 8 meses.
 

Comentar

Seu comentário será liberado pelo administrador. Informe-se sobre as regras de moderação de comentários no Termo de uso.
CAPTCHA
Resolva a soma abaixo por questões de segurança
2 + 16 =
Solve this simple math problem and enter the result. E.g. for 1+3, enter 4.