Notícias e Variedades de Macaé
Início » Sua casa » Decoração e construção » Dicas de limpeza para casa na praia

Dicas de limpeza para casa na praia

seg, 14/10/2013 - 09:48 -- Leila Pinho
mulher limpando a bancada da cozinha com pano seco

Residir próximo à praia tem muitos benefícios, principalmente relacionados a atividades de lazer. Mas, quem mora perto do mar precisa aprender a conviver com os danos provocados pela maresia. Quando a água salgada entra nas residências, os prejuízos são percebidos em quase tudo: móveis, janelas, portões, portas, piso, paredes, eletrodomésticos, etc.

Não existe fórmula para impedir o estrago causado pela maresia, em casa. Porém, tem jeito de reduzir os impactos negativos. Uma das maneiras é por meio da limpeza doméstica. Por falta de conhecimento ou acesso à informação, donas de casa, diaristas e empregadas domésticas acabam usando o elemento que maximiza os efeitos nocivos da maresia: a água.

Joana Carvalho - gerente comercial da Mr. Limp de Macaé“O uso excessivo de água é o erro mais comum na limpeza de casas que ficam no litoral. Na região praiana, a limpeza tem que ser mais a seco. A dica de ouro é usar menos água para não aumentar o prejuízo que a maresia já provoca”, diz a especialista em limpeza profissional e gerente comercial da empresa Mr. Limp de Macaé, Joana Carvalho. A popular misturinha — mescla de produtos de higiene doméstica de diversos tipos numa mesma solução — também é inadequada porque pode danificar as superfícies.

Com a variedade de mobília e objetos nos lares fica difícil saber a melhor forma de higienizar cada parte. Uma regra que vale para toda a limpeza é usar sempre um pano seco para retirar a sujidade acumulada nas superfícies de móveis e objetos. Joana Carvalho dá dicas de como limpar a casa e reduzir os estragos causados pela maresia.

  • Em móveis de madeira, o melhor é não usar água. A madeira pode ser hidratada com um pouco de óleo de peroba. Um pano seco deve ser usado para espalhar o óleo no móvel.
  • Nas janelas e vidros é recomendado usar os produtos específicos para limpeza de vidro que são facilmente encontrados nas gôndolas do supermercado. Deve ser utilizada uma quantidade mínima do produto e um pano seco para espalhar. Um borrifador pode ajudar a controlar a quantidade de produto usado. A água deve ser evitada nos vidros, pois o líquido danifica a esquadria. Bucha e sabão são extremamente prejudiciais para o vidro porque são abrasivos. Logo, não devem ser usados.
  • Materiais com inox exigem a aplicação de produto específico em pano seco. Em lojas de materiais de limpeza é possível encontrá-los. A bucha de lavar louça não é indicada. Na verdade, a bucha danifica e arranha a superfície deste material.
  • Em móveis com tecido, a dica é passar um aspirador de pó e sugar bem a poeira que fica acumulada nos cantinhos.
  • Em sofás de couro, somente o pano seco para retirar a sujeira superficial basta. Usar um pouquinho de hidratante corporal no pano seco e fazer movimentos circulares no sofá vai ajudar a hidratar o couro.
  • Os aparelhos eletrônicos e eletrodomésticos são os que mais sofrem com os efeitos da maresia. Por isso, sempre que possível, é indicado usar capas protetoras como capa para máquina de lavar, capa para liquidificador, etc. Nesses produtos, a limpeza com anticorrosivo tem grande eficácia. O anticorrosivo é um tipo de óleo lubrificante que pode ser achado em supermercados.
  • Nos pisos, quanto menor a quantidade de água usada, melhor. Para limpar e tirar a sujeira do chão apenas a mistura de água com sabão neutro de quadro é suficiente.

funcionária de empresa profissional de limpeza limpando vidro“Vivemos uma época que se fala muito em sustentabilidade e a dona de casa também precisa ter essa conscientização. Usar menos água é ser mais sustentável. A sociedade muda dinamicamente e precisamos mudar também os nossos hábitos e conceitos. Precisamos pensar na coletividade e fazer uma limpeza mais consciente e barata”, diz Joana.

A especialista indica uma vez por ano contratar uma limpeza profissional a seco para fazer manutenção geral no ambiente doméstico.

Os prejuízos que a maresia causa nos lares

A maresia é composta por sais marinhos e provoca a corrosão acelerada de materiais. Os objetos compostos por metais são os que mais sofrem as consequências da salinidade. Basta dar uma rápida volta na orla das praias de Macaé para ver a ferrugem degradando os postes. Outro prejuízo é o mofo. A umidade do ar favorece a proliferação de fungos e bactérias e o mofo pode afetar móveis com tecidos como sofás, cadeiras e poltronas. 

Comentários

Enviado por Geci em
Vou toda semana para o Guarujá, gostaria de saber se é melhor, quando saio, deixar tudo bem fechado para evitar a maresia

Comentar

Seu comentário será liberado pelo administrador. Informe-se sobre as regras de moderação de comentários no Termo de uso.
CAPTCHA
Resolva a soma abaixo por questões de segurança
7 + 3 =
Solve this simple math problem and enter the result. E.g. for 1+3, enter 4.