Notícias e Variedades de Macaé
Início » Sua casa » Arquitetura & Design » Retrofit, uma nova tendência

Retrofit, uma nova tendência

seg, 02/01/2017 - 15:03 -- Leila Pinho
Créditos: 
Alle Tavares
homem e mulher em frente a um hostel

Já reparou a quantidade de edificações que existem em Macaé e que, com o tempo, ganharam novas funções? Como casas que se tornaram pontos comerciais, prédios antigos que deram lugar a empresas e tantos outros exemplos. Pois um conceito bem contemporâneo da arquitetura, chamado retrofit, mostra como é possível conciliar o antigo com o moderno. O casal de arquitetos e urbanistas da Educar Arquitetura e Urbanismo Sustentáveis, Carla Bacelar e Eduardo Azevedo, aplica o retrofit em seus trabalhos.banheiro com  detalhes criativos

O conceito do retrofit está ligado à preservação da memória do bem arquitetônico e, ao mesmo tempo, integra novas tecnologias e soluções, readequando o imóvel para as necessidades de agora, com a redução de custos e reaproveitamento de materiais.

area de lazer com mesa de sinuca e redeNo Hostel + Macaé, na Praia do Pecado, Carla e Eduardo fizeram um projeto de reforma todo permeado pelo retrofit. O local era uma casa e precisou ser transformado para abrigar sete quartos e áreas de convivência para os hóspedes. Toda a estrutura do telhado da casa foi destruída para a construção de um terraço onde existe uma área comum. A madeira retirada do telhado foi usada na fachada do Hostel, na sacada da cobertura e, ainda, no balcão da recepção.

No quesito recursos como água e energia, os arquitetos sugeriram algumas mudanças. Uma claraboia deixou o ambiente mais claro e mais bonito também. A implantação de aquecedor solar reforça a economia, assim como o uso de lâmpadas de LED. Para modernizar e atender uma necessidade básica dos hóspedes, condicionadores de ar foram instalados nos quartos e, junto deles, um sistema que direciona a água do ar-condicionado direto para o jardim, com reaproveitamento total. O Hostel também conta com água de reuso, que faz um tratamento da água que sai do chuveiro e da pia do banheiro para ser reutilizada na descarga. Interferências como essas geram uma economia para a vida toda.

Em mobiliários e itens de decoração, foram várias as soluções, como paletes para o sofá, uso de restos de azulejo para tampo de mesa, reutilização de canos de PVC, garrafas e até roda de bicicleta para fazer luminárias. “Tem gente, hoje, que faz até estante com ferro de vergalhão. O mobiliário é onde mais se vê o reaproveitamento de materiais”, fala Eduardo.

Segundo explica Carla, o reaproveitamento de materiais traz um valor muito em voga. “A personalização, porque ao reutilizar materiais, o cliente acaba tendo uma decoração única”, fala a arquiteta.

homem e mulher no hostelOs sócios do Hostel, Bruno Duarte e Natália Gomes, aprovaram o projeto e o resultado final da reforma. “Um dos maiores problemas de obra é geração de resíduo. E o lixo é a forma como você vê o resíduo. É muito legal ver que é possível fazer coisas criativas, bonitas, a partir de coisas que as pessoas chamam de lixo. Além de impactar menos o meio ambiente, isso traz um ganho econômico porque gastamos menos e é um benefício social”, fala Bruno.

Comentar

Seu comentário será liberado pelo administrador. Informe-se sobre as regras de moderação de comentários no Termo de uso.
CAPTCHA
Resolva a soma abaixo por questões de segurança
8 + 5 =
Solve this simple math problem and enter the result. E.g. for 1+3, enter 4.